1 de fev de 2013

Textinho sobre a vida.


É engraçado olhar para trás e saber o quanto tu mudas no decorrer da vida. Tu relembras a tua infância e te descobre sendo uma criança lerda, porém feliz. Aí parte para a fase da pré-adolescência onde tu achas que é grande o suficiente para cuidar da tua vida e começa a querer fazer tudo àquilo que todo mundo faz, aliás, a pré-adolescência é a fase mais "Maria vai com as outras" que existe. E não me venha com discurso de que você era diferente, porque nessa fase todo mundo é igual. E é na pré-adolescência que tu faz as coisas mais bizarras que existe como ir todo fim de semana, sem necessidade nenhuma, a algum lugar só porque sabia que todo o pessoal estaria lá, fazer discursos de que "nenhum menino presta" só porque teve uma desilusão amorosa com um paquerinha que não quis te pedir em namoro, brigar com os pais quando eles te chamavam de criança na frente dos parentes ou faziam algum comentário do tipo "Fulana já virou mocinha" ou então "Ciclano já tem pelos e a voz está engrossando". Acho à pré-adolescência a fase mais idiota e genial da vida, sem tirar toda a beleza das outras fases da vida, até porque todo dia é um dia, é uma fase nova.
De repente, tu és adolescente, com responsabilidades e um turbilhão de emoções para controlar, é uma mistura de "quero ser livre" com "eu quero colo de mãe/pai". Ao completar 18 anos, você sabe que a partir dali não tem mais tantos agrados como tinha antigamente, não ganha mais presente em datas comemorativas, não é mais mimado... Aos 18, descobre que tem que arrumar um emprego, escolher um curso na faculdade e correr atrás de toda uma vida. É pressão total para alguns, tem gente que se cobra muito. Assim como tem gente que se conhece todo dia. Antes relacionamentos amorosos era um drama que ninguém queria, mas chega um momento em que discursos de "quero morrer sozinha", morrem e tudo o que queres, é alguém para compartilhar algo nessa vida.
É engraçado como a vida não te prepara para esse monte de surpresas que ela prepara, você só sabe que desde que nasceu teve de estar preparado... Então respira, mostra os dentes e enfrenta tudo de peito aberto. E se for para olhar para trás é só para relembrar o passado, aprender e rir da vida. Nunca se arrepender, porque arrependimento é drama de gente que não gosta da existência e gente mal agradecido é o que de pior que se tem na vida.

Não termino esse texto com as outras fases da vida porque até agora, eu só cheguei aos 18, por enquanto, ele é somente um “textinho” sobre a vida.


Nenhum comentário:

Postar um comentário