22 de jun de 2013

Quando eu não me aguento, deito e fico pensando em tudo o que fiz. Dependendo do meu humor eu acho graça e fico envergonha, mas na maioria das vezes eu guardo na mente as atitudes de asno e vou descansar. Durmo para tentar ser melhor no outro dia e não me assombrar com minhas ações cada vez que a minha visão quiser se aquietar. De vez em quando é bom dar um pausa para mente. Caso contrário, ela pede demissão e você fica sozinha, ficar a ver navios.

Um comentário:

  1. Eu via a natureza como quem a veste.
    Eu me fechava com espumas.
    Manoel de Barros

    ResponderExcluir