4 de mar de 2011

Meu espaço, chega coração.

Insisto, permito, desisto.
Ei, seu coração vamos dar um basta na indecisão?
Que eu não canso de querer conseguir te entender...

Enquanto você brinca, eu viro vilã
Me quebrando por dentro por mexer com o coração

E machuco, magoou, estraçalho os desavisado...
Enquanto você pinta o sete, eu ainda desisto de te dar espaço
E viro gelo, sozinha... somente eu e meus devaneios.

Um comentário:

  1. Boa tarde.

    Adorei!!
    Eu tive momentos assim, lá... na juventude.

    Um abraço.
    Maria Auxiliadora (Amapola)

    ResponderExcluir